Kim Novak foi contratada pela Columbia com um único objetivo: fazer concorrência com Marilyn Monroe. Eles não se conformavam de ter deixado escapar Marilyn, que achavam ser uma atriz sem futuro e agora vendo seu sucesso em outro estúdio desejavam mais do que nunca uma substituta.
Rita Hayworth, antiga rainha da Colúmbia, já demonstrava sinais de cansaço junto ao público, e já não era tão jovem, sua bilheteria caíra vertiginosamente em 1953 e eles precisavam renovar.



Seu nome verdadeiro era Marilyn Pauline Novak, curiosamente o nome que Norma Jeanne usava profissionalmente. Os produtores resolveram mudar drasticamente. Era absurdo lançar uma rival com o mesmo nome. Mr. Cohn, dono da Columbia lembrou-se do livro Kim, de Rudyard Kimpling, e teve a idéia de um novo nome para a estrela. Foi aí que nasceu Kim Novak. Em 1955 ganhou o Globo de Ouro em 1955 como Atriz estreante.

Bell, Book and Candle - Kim Novak e o gato Pyewacket 





Kim se esforçava para seguir as regras dos estúdios, que vigiava seus passos, seus namorados, se intrometendo inclusive na cor de batom que ela usava.  Mr. Cohn conseguiu durante muito tempo deixar Rita Hayworth nesse esquema, colocando até mesmo escutas em seu camarim, mas com Novak não seria tão simples. Havia inclusive uma cláusula no contrato que proibia de se casar sem a a prévia autorização do Sr. Cohn. Após o lançamento de Melodia Imortal, Férias de Amor, O Homem do Braço de Ouro já era uma estrela relativamente famosa. Porém, não podia fazer sequer uma declaração, sem que os estúdios aprovassem.

Kim e Sammy





Os problemas começaram quando ela se apaixonou por Sammy Davis Jr. Era uma época em que os romances interraciais eram bravamente combatidos, e isso significava um grande escândalo. O Sr. Cohn foi informado que o casal decidiu passar duas semanas em Illinois. Contratou um gangster de Las Vegas para ameaçar o canto. "Você tem um olho de vidro. Se quiser permanecer com o outro intacto, termine o romance com Kim Novak". Com medo, Sammy afastou-se de Kim, e logo acabou se casando com outra loura, a sueca May Britt, que deixou sua carreira de atriz devido ao preconceito, para se unir a ele.

O famigerado Harry Cohn com Rita Hayworth



Harry Cohn era assim. Seus métodos para segurar suas estrelas eram tremendamente cruéis. Ele também fora com Rita Hayworth antes. Tanto, que quando ele morreu, a jornalista Hedda Hopper escreveu na sua coluna:

"- Duas mil pessoas compareceram ao enterro de Mr. Harry Cohn. Não porque gostassem dele, mas para ter certeza que estava mesmo morto."

Após a morte de Cohn as coisas ficaram mais maleáveis e ela pode viver livremente sua vida. Foi viver em Bel Air, presente de seu namorado Rafael Trujillo Jr. e em 1958 veio seu maior sucesso, Vertigo, de Alfred Hitchcock. Ela estrelava ao lado de Jimmy Stewart. A recepção tanto do público quanto da crítica foi morna e Hitchcock chegou a culpar Stewart, que para ele estava velho demais para o papel. O crítico e escritor David Shipman achou o desempenho de Kim pouco competente.

Bastidores de Vertigo, ao lado de Hitchcock




Por sua vez Book and Candle, repetindo a parceria com Jimmy Stewart foi um sucesso de bilheteria, provando que o casal possuía química suficiente para fazer um filme funcionar. Na década de 60 sua carreira começou a declinar, sendo obrigada a produzir um filme em 1962: Out Boys Night, estrelando ao lado de James Garner e Tony Randall. Um fracasso. Depois disso, um atrás do outro. Após The Great Bank Robbery (1969), ela se afastou das telas por quatro anos, só retornando em 1973. em That Witness Madness (1973). Ela ainda fez algumas participações em filmes para a TV e outros filmes sem importância. Seu último filme foi Liebestraum (1991), de Mike Figgis. Em 2014 ela apareceu no Oscar e sua aparência com o uso exagerado do botox e cirurgias plástica chamaram a atenção do público.

A atriz colocando suas mãos no Chinese Theatre



Durante uma entrevista em 2007, ao ser questionada se retornaria às telas, respondeu que sim: "se surgirem bons papéis".  A atriz aposentada atualmente vive numa fazenda Oregon, ao lado do marido e cria cavalos e lhamas.

 
Last modified on Tuesday, 20 December 2016 17:31
Rate this item
(10 votes)
Carla Marinho

Especialista em Cinema Clássico e Crítica Literária, é sobretudo uma curiosa. Fundadora do site Cinemaclássico, estuda o cinema desde 2002. Ama Charles Chaplin, Raj Kapoor e navega constantemente em filmes de todo o mundo. 

Website: www.facebook.com/carlaamarinho

1 comment

  • Cíntia Ms. Pepper Brunett
    Cíntia Ms. Pepper Brunett Friday, 10 July 2015 23:30 Comment Link

    Carla Marinha, por gentileza, tire-me uma dúvida. Está é a mesma Kim Novak, uma das musas do grande ilustrador Girl Elvgren?

    RESPOSTA: Oi querida, não tenho conhecimento. Gil usou várias modelos para seus retratos, não sei se usou a Kim também. Grande abraço;

    Report

Leave a comment

PUBLICAÇÕES

« February 2017 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28          

Mais Populares

Mais Recentes

Douglas Fairbanks, Sr

Douglas Fairbanks, Sr

05 November 2016
Mickey Rooney

Mickey Rooney

04 November 2016
Montgomery Clift

Montgomery Clift

04 October 2016

Photo Gallery